domingo, 18 de janeiro de 2009

Direitos do Consumidor

Essa é boa! Estava Sebastião assistindo a um filme bastante complexo e reflexivo em sua casa, na maior preguiça, quando resolveu sair para fazer algumas compras. Ao chegar no shopping, buscou lojas que vendessem artigos de higiene pessoal, até chegar numa loja de grande circulação. Acompanhado de sua esposa, Sebastião a ajudava na escolha de um produto para cabelos que tanto queria e, segundo ela, só estava disponível naquela loja. Após alguns minutos de procura sua esposa achou o produto, mas estava avariado, daí então ela procurou um atendente para saber se eles davam descontos em produtos com defeito. Mas, o atendente disse que não trabalhava com desconto e sugeriu para a esposa de Sebastião procurar o gerente da loja.


Maria: Moço, estou querendo levar esse produto, mas ele está sem a tampa, avariado, vocês trabalham com desconto?

Gerente da loja:...Humm...Só um minuto senhora, vou verificar...


Alguns minutos depois...


Gerente da loja: Senhora nós não trabalhamos com desconto em produtos avariados e só tem essa unidade do produto aqui na loja.

Maria: Mas moço, se só tem essa unidade, vocês poderiam fazer um desconto né?

Gerente da loja:...Humm...Só mais um minuto senhora...


Mais alguns minutos depois...


Gerente da loja: Senhora, nós podemos dar um desconto de 5% para a senhora.

Maria: Mas moço, só cinco porcento, não pode ser dez não?

Gerente da loja: Não senhora infelizmente não.

Maria: Mas o que vocês fazem com produtos avariados?

Gerente da loja: Nós os recolhemos.

Maria: E jogam fora?

Gerente da loja: Isso, nós jogamos no lixo.

Maria: Mas se vocês vão jogar no lixo, então me dá moço, vai ser jogado no lixo mesmo.

Gerente da loja:................................................................................!?

Maria: Me diz onde vocês jogam que eu vou pegar...(risos)


...E Sebastião apenas acompanhando a conversa...


Maria: Mas moço, isso é um absurdo! Vocês não podem me dar, já que vão jogar no lixo?

Gerente da loja: Sabe o que é senhora, é que muitas vezes as pessoas pegam os produtos olham, olham e não compram e, muitas vezes também eles rasgam os lacres dos produtos alegando que já o pegaram assim e que não derramaram o produto porque quiseram na prateleira de chocolate.


Maria e Sebastião saíram da loja perplexos com a postura da loja pensando em como aquele produto avariado seria destruído.


E um agravante, se aquele produto ia ser destruído, qual o impacto que causaria no meio ambiente? Onde está a consciência ambiental dessa empresa, quais os recursos que a empresa estava utilizando para a reciclagem daquele material? Certamente eles não possuem um profissional de comunicação para estabelecer algum tipo de relacionamento com seus públicos.

Um dos princípios básicos das relações de negócios é desenvolver um planejamento estratégico que, em tempos de crise pode ser um diferencial. Um bom planejamento de comunicação é fundamental para a sobrevivência de uma empresa. A relação custo/benefício pode ser seriamente afetada caso hajam falhas no processo comunicativo, tanto interno quanto externo.


por Danilo Marinho


Nenhum comentário:

Postar um comentário