quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

TCC - Um caso prático da complexidade empresarial (parte III)

Com toda a competitividade que encontramos no mercado dos negócios, somente as empresas com os melhores diferenciais conseguirão se destacar. Sem dúvida a comunicação é um desses diferenciais e um dos fatos que propicia o crescimento de uma organização; ferramenta muito importante e necessária para o sucesso junto aos clientes sejam eles internos ou externos.

A empresa em que estamos desenvolvendo nosso projeto experimental enfrenta um grande problema de comunicação, principalmente no que classificamos como comunicação interna. Por ser uma empresa familiar, possui as características de centralização do poder, postura autoritária por parte da direção da empresa e falta de planejamento a médio e longo prazo. Todas essas características influenciam diretamente no desempenho dos seus funcionários.

Estes não participam da gestão com suas idéias e experiências de vida, muitas vezes nem chegam a tomar conhecimento, no tempo certo, das decisões tomadas pelos diretores. Prova disso é que a maioria dos colaboradores desconhece os objetivos da empresa. Um grave problema que prejudica o bom andamento dos negócios, pois a organização deve gerar o comprometimento dos colaboradores com as metas a serem alcançadas.

A empresa possui ainda uma falha na comunicação entre os próprios diretores da empresa, seus discursos e posturas divergem sobre diversos assuntos relacionados à gestão. Com a falta de um discurso unificado, não se sabe ao certo a quem seguir e que atitudes tomarem diante das ordens dadas.

A postura autoritária vem a contribuir em muito com a alta rotatividade de funcionários, que não possuem um treinamento adequado e recebem muitas cobranças por resultados quase que imediatos. A empresa não motiva os seus colaboradores para que eles possam produzir mais e melhor. Infelizmente seus gestores ainda não despertaram para a grande importância da definição de sua Missão, Visão e Valores que norteariam uma gestão estratégica em busca dos seus objetivos.

Somente uma comunicação bem estruturada por um Plano de Relações Públicas poderá amenizar essas características negativas de empresa familiar e desenvolver a comunicação estratégica para sanar os problemas encontrados na empresa e ajudá-la a se destacar entre tantas outras empresas concorrentes.



por Thayse Amorim - João Pessoa/PB

Um comentário: