terça-feira, 16 de junho de 2009

Foi notícia Hoje (ontem)

Ao assistir o noticiário da tarde de ontem vi uma reportagem que indicava quais as áreas de atuação seriam as mais promissoras nos próximo anos. Tecnologia, internet, saúde, energia e turismo foram apontadas como grandes áreas para arquitetos, engenheiros e web design. Mas, o que me chamou atenção foi o fato de não ter sido mencionada as ciências sociais e humanas. Será que é uma área promissora?

Onde e como ficam os aspectos cognitivos do ser humano, percepção, sensibilidade, reflexão, auto-estima, taõ importantes também para o desenvolvimento de uma sociedade quanto a produção de bens e serviços.

A sociologia, filosofia, psicologia, história e comunicação certamente fazem parte desse processo.

Não foram considerados?

Onde entraria as Relações Públicas em todo esse contexto? Vale aí uma reflexão sobre o que é realmente promissor no universo das profissões.

Por Danilo Marinho

3 comentários:

  1. Danilo, acho que vi essa repostagem da qual voce fala. E hoje (hoje mesmo) li um artigo que ja fala talvez em um futuro ainda mais distante, não cita nenhuma das áreas que tem ai no seu texto e mais , fala que Relações Públicas está fadada a desaparecer! Pode? Por isso acho que nesse tipo de reportagem sempre faltam algumas a serem citadas e ocorrem tb alguns equivocos, pois, como pode alguém dizer que Relações Públicas vai desaparecer e ao mesmo tempo dizer que surgirá uma profissão chamada gestão de Relacionamento com Clientes e Fornecedores? E RP faz o que então?

    ResponderExcluir
  2. Coloquei o link lá no meu blog, não sei se vc ja leu, mas dá uma olhadinha lá!

    ResponderExcluir
  3. Olá.

    Encontrei teu blog no Mundo RP.

    Li também está matéria que a Thayse citou e já teci comentários no blog dela. Claro que nao concordamos com a opinião dele, somos corporativistas e acima de tudo acreditamos no nosso trabalho e na nossa importância.

    Já linkei e já feedei o Clube do RP, vou estar sempre por aqui a partir de agora.

    Um abraço,
    Mateus d'Ocappuccino

    ResponderExcluir