segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Gestão de marcas como estratégia de relações públicas

Muito se fala em gestão de marcas nos cursos de comunicação social. Principalmente os estudantes e profissionais de Relações Públicas. Assistindo a uma das aulas na faculdade, se comentou sobre uma instituição que, anos atrás não utilizava a identidade visual como estratégia de comunicação, mas que hoje é uma referência em todo o país.

O que me estimulou a escrever esse texto foi o fato de que, quando estudantes apredemos que as Relações Públicas são uma das mais promissoras profissões em nosso país, pesquisas apontam que esses profissionais têm se tornado, cada vez mais estratégicos nas organizações. Somos incentivados a defender veementemente a bandeira das RP´s. Mas passeando pelo universo virtual me daparei com uma situação: as páginas da internet dos conrerps.

Sabemos que hoje, sobretudo com a velocidade da comunicação dentro do mundo virtual e os avanços tecnológicos, a internet é um dos principais veículos de comunicação, seja de massa ou dirigida, utilizados nos planejamentos de comunicação da maioria dos profissinoais de comunicação. No entanto, quando visitei as páginas dos conrerp´s 2ª, 3ª, 4ª e 5ª região, percebi que existe uma grande diferença estética nesses endereços.

Na página do Conrerp 2ª região, logo de início, o usuário é convidado a entrar com a mensagem "bem vindo", navegando pela página, se tem fácil acesso a informações e uma grande variedades de recursos para facilitar a navegação do usuário. Até aí tudo bem. Na página do Conrerp 3ª região já percebemos uma diferença em relação a página do Conrerp 2ªregião. A disposição das informações estão distribuídas de forma diferente, inclusive as tonalidades de azul. Já no Conrerp 4ª região essas diferenças estão mais visíveis, também com a mudança das cores do título da página de branco para preto, mas ainda mantendo a mesma intenção das outras páginas dos conrerp´s. A página do Conrerp 5ª região já é gritante a diferença, começando também pelas cores do fundo da página, predominantemente marrom. Informações distribuídas de forma incoerente e ainda, o endereço de e-mail para contato não recebe mensagens.

O sistema Conferp apresenta um layout mais claro e de fácil acesso para os seus usuários. O que pergunto é: Existe uma autonomia para os gestores dos conselhos regionais desenvolverem suas páginas da web de forma independente? Sendo assim, deixo minha sugestão para se reverem os conceitos na construção das páginas dos conselhos regionais, criando-se uma unidade, fortalecendo a indentidade visual, reposicionando a marca "Relações Públicas" em nosso país, facilitando a comunicação conrerp´s/usuários.

Porque a impressão que tenho é que: Cada um por si e Deus por todos e ainda me parecendo a briga do pré-sal onde cada estado quer ficar com a maior fatia do bolo....

Por Danilo Marinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário